As preces e as orações

Terço 1As preces e orações são realizadas naqueles momentos em que estamos em comunhão com o nosso “Pai Criador” ou nossos Mentores

Espirituais, visando a louvação, pedido e agradecimento de graças alcançadas. A melhor e mais eficaz prece é aquela que falamos ou dizemos através de nossos pensamentos, sentimentos e, por consequência, de nossas ações.

Se uma imagem representa mil palavras, uma boa ação em relação ao nosso ambiente, envolvendo pessoas e coisas, representarão mil preces. As preces devem ser ditas com aquilo que pensamos e sentimos num determinado momento, evitando alguns modelos que podem não representar efetivamente o que passamos.

Mas, alguns têm, por algum motivo, dificuldade de expressar o seu pensamento e sentimento, precisando num momento inicial, de uma estrutura formatada de prece para conduzir o seu “Eu espiritual” ao “Cosmos”. Não é de mérito a utilização daquilo que está disponível, pois o que será mais levado em conta é o sentimento, ou melhor, a emoção colocada naquilo que está sendo verbalizado. Às vezes, especialmente quando ficamos mais maduros, devido a nossa própria formação, cremos que temos de fazer grandes elaborações, justificando-se perante ao Plano Espiritual e perdemos de vista aquela inocência e praticidade das crianças, pois quando queremos achar a melhor fórmula, perdemos de vista a intimidade das crianças com os Planos Superiores.

As crianças, de forma bem simples, chegam lá! “Deus, tudo bem, obrigado pelo dia de hoje e as coisas boas que fiz hoje. Até amanhã.” Simples, não? Mas a emoção colocada nestas simples palavras é que farão a diferença. Originado numa das raízes do Movimento Umbandista da atualidade, o Catolicismo, temos um cem números de preces, que certamente é de conhecimento de quase todas as pessoas, a exemplo do Pai Nosso e Ave Maria. Devemos utilizá-las? Certamente! Pois são mais que antológicas. Expressam forças, tanto verticais, quanto horizontais. Assim, ao realizar uma prece, mesmo que percebida como “comum”, coloque a sua emoção naquilo que está sendo dito e a Espiritualidade, de acordo com o seu merecimento, estará ouvindo e conduzindo para a melhor conclusão. Não se esqueça de que prece é magia, pois se está processando a “força do verbo”, num determinado momento, expressando uma vontade.

Visit Us On FacebookVisit Us On Google PlusVisit Us On Youtube